O papa Bento 16 criticou neste domingo os veículos de mídia que transmitem programas anti-sociais e violentos, assim como imagens que “vulgarizam a sexualidade humana”.

O papa fez o comentário em uma mensagem para o Dia Mundial das Comunicações da igreja católica, cujo tema deste ano é “Crianças e Mídia: um Desafio para a Educação”.

“Programas que instigam a violência ou o comportamento anti-social ou vulgarizam a sexualidade humana são inaceitáveis, ainda mais se são apresentados a menores”, disse o pontífice a uma multidão de fiéis reunidos na Praça de São Pedro.

Bento 16 instou os diretores da indústria da mídia a “promover a dignidade humana, o casamento e a família”.

O comentário do papa veio após uma mensagem escrita para o Dia Mundial das Comunicações divulgada no início deste ano, que criticava os filmes animados e os jogos eletrônicos, entre outros produtos, que exaltavam a violência e vulgarizavam a sexualidade.

“Como se explica que isto possa ‘entreter’ milhões de crianças inocentes vítimas de violência, exploração e abuso?”, questionou Bento 16.

Fonte: Reuters