Diante de todas as mudanças de comportamento e princípios religiosos, percebe-se nitidamente uma grande demanda de fiéis que saem das igrejas católicas e buscam refúgio de fé e espiritualidade nas comunidades cristãs evangélicas.

De acordo com Sebastião Camacho Guimarães, pastor pela Igreja Metodista Wesleyana de Porto Velho, a mudança de comportamento dessas pessoas deve-se a muitos aspectos sociais e espirituais.

“Muita gente tem procurado a igreja por causa da evidência que a mídia tem dado aos evangélicos e pelo fato do modismo cristão, mas acredito principalmente na ‘sede’ espiritual que elas têm”, justifica o pastor.

Segundo Guimarães, as pessoas têm necessidade de Deus, e muitas nunca conseguiram preencher o vazio que tinham nas igrejas católicas, mas a grande diferença é não tentar mostrar uma imagem perfeita de alma sem mácula, mas sim que são sujeitos a erros e pecados como qualquer pessoa.

“Apesar de termos as mesmas necessidades e falharmos na condição de seres humanos, somos diferentes pelo poder de Deus que passa a agir em nossas vidas, ao contrário de alguns padres que querem ser diferentes perante os fiéis e não vivem o evangelho real de salvação. Dificilmente um evangélico sai de sua congregação por causa do pecado alheio ou de seu líder, porque tem o princípio de orar pelos falhos e focar sua visão em Cristo Jesus”, finaliza Sebastião Guimarães.

Fonte: rondoniagora.com