Um importante pastor foi morto após ter sido baleado na cabeça quando saía da igreja, no que foi compreendido como um ato para intimidar os ex-muçulmanos da república do Daguestão.

Artur Suleimanov, 49, também um ex-muçulmano, foi assassinado por atiradores que se aproximaram e abriram fogo quando o pastor entrou no carro em frente à igreja Casa de Oração Hosana na capital, Makhachkala, na quinta-feira, 15 de julho.

Ele morreu no hospital por causa dos ferimentos, cerca de uma hora depois. Ninguém mais se feriu no ataque. O pastor Artur deixa sua esposa, Zina, e cinco filhos, o mais novo de 12 anos.

A igreja de Suleimanov é uma das maiores igrejas protestantes no Daguestão. Em um contexto em que os cristãos enfrentam agressões e intimidações regulares, sua vida fio ameaçada em diversas ocasiões.

A organização Barnabas Fund tem apoiado os cristãos no Daguestão, e se encontrou com o pastor Artur diversas vezes. Um representante afirma: “O pastor Artur Suleimanov era um cristão maravilhoso, e sua morte foi um choque devastador para a Igreja no Daguestão. Ele a Igreja Casa de Oração Hosana eram muito ativos no ministério e no evangelismo. Entendemos que esse assassinato foi uma tentativa de pressionar e amedrontar os cristãos no país”.

Pedidos de oração

• Ore para que Deus console a família do pastor Suleimanov, e também sua igreja.

• Ore para que os assassinos e todos que estão por trás desse incidente possam conhecer a Jesus Cristo.

• Ore pela proteção da Igreja no Daguestão, para que ela não se intimide com essa violência.

A República Rússia do Daguestão faz fronteira com a Chechênia no turbulento norte do Cáucaso. A população é 98% muçulmana e a Igreja enfrenta perseguição de vários grupos.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas [/b]