Na segunda-feira, o famoso televangelista Pat Robertsonem falou em seu programa de televisão na rede CBN, que o islamismo é o culpado não só pelo atentado na maratona de Boston como por todo o terrorismo no mundo.

Segundo o Huffington Post, Pat questionou o “analista de terrorismo” do programa Erick Stakelbeck a razão de os Estados Unidos estarem minimizando o papel do Islã nos ataques semana passada. Além disso, sugeriu que os Estados Unidos deveriam estar lutando contra o Islamismo da mesma maneira que lutaram contra os nazistas na Segunda Guerra Mundial.

[img align=left width=300]http://images.christianpost.com/portugues/middle/2054/pat-robertson.jpg[/img]“Não há nenhum problema em dizer que os nazistas eram monstros, sem problema. Estávamos lutando contra os nazistas, e nosso dever era derrotá-los, e todos nos Estados Unidos se mobilizaram para derrotá-los. Agora estamos em guerra, mas nos recusamos a identificar nosso inimigo, mesmo que esteja à vista”, disse Robertson.

O evangelista ligou o atentado à maratona em Boston ao Islã antes mesmo de as autoridades identificarem e encontrarem os suspeitos.

Pat Robertson, em várias ocasiões, descreveu o Islã de uma maneira desfavorável. Em 2009, ele se referiu à religião como “demoníaca” e como “um sistema político violento”.

Em fevereiro deste ano, também em seu programa de TV, afirmou que o Islamismo não deveria ser chamado de religião, mas de “sistema econômico e político com verniz religioso”.

Em 2011, ele comparou aos nazistas, além dos muçulmanos, os escritores, os homossexuais, os liberais e o departamento de Justiça americano.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]