O patriarca de Antióquia dos Maronitas, cardeal Pierre Nasrallah Sfeir, discursou nesta segunda-feira durante o Sínodo dos Bispos, em curso no Vaticano, recordando que o Líbano se caracterizava pela “cordialidade” entre cristãos e islâmicos.

Mas, há cerca de 40 anos, “essa cordialidade se tornou cada vez mais difícil enquanto ingerências externas contribuíram para complicar” as relações entre o cristianismo e o islamismo, disse o religioso.

O cardeal libanês também lembrou o êxodo de cristãos e muçulmanos da região, que levou mais de um milhão de libaneses a fugir em 40 anos. “Quantos cristãos restarão se continuarmos assim, nesse oriente cristão onde Cristo nasceu?”, questionou o patriarca.

Fonte: O Globo