Pesquisa realizada pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) revela que os jovens estão bebendo cada vez mais cedo. Adolescentes entre 14 e 17 anos dizem ter começado a beber, em média, aos 13 anos e nove meses, enquanto adultos entre 18 e 25 anos começaram com 15 anos e três meses.

O consumo regular de álcool, segundo a pesquisa, começa com 14 anos e seis meses para os adolescentes de hoje em dia. Entre os jovens adultos, o início se deu, em média, aos 17 anos e três meses. 35% dos adolescentes bebem pelo menos uma vez por ano, e 16%, em excesso.

Os índices dessa faixa etária apontam também uma tendência de aumento de consumo entre as mulheres.

Enquanto na população maior que 18 anos elas são 41% das pessoas que bebem regularmente, contra o índice masculino de 65%, entre as pessoas com menos de 18 anos o índice dos meninos e meninas se aproxima: 34% e 31%.

O resultado é fruto de 3.007 entrevistas realizadas em 143 cidades entre novembro de 2005 e abril de 2006.

O dado dará munição para o governo federal defender restrições à propaganda de cerveja -68% disseram aprovar a medida. De acordo com o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, a legislação sobre o tema, na forma de lei ou medida provisória, deverá sair “em breve”.

Entidades como o Conar (Conselho de Auto-Regulamentação Publicitária) são contrárias à imposição de restrições e favoráveis à auto-regulação do setor.

A cerveja é a bebida alcoólica mais consumida pelos brasileiros. De acordo com a pesquisa, feita em parceria com a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), ela corresponde a 61% das doses ingeridas no país.

A pesquisa revela ainda que 52% dos brasileiros com mais de 18 anos bebem pelo menos uma vez ao ano.

Fonte: Folha de São Paulo