A imagem dos cristãos, para os jovens, está sofrendo desgaste crescente nos EUA, concluiu um estudo que acaba de ser divulgado num livro intitulado “UnChristian”, feito basicamente para o público evangélico.

Segundo a pesquisa, realizada por cristãos que se dizem preocupados com o problema, 38% dos não-cristãos entre 16 e 29 anos dizem ter “má impressão” do cristianismo; 80% acham que os cristãos são demasiadamente anti-homossexuais; 75% afirmam que eles estão “envolvidos demais” em política; e 85% os consideram “hipócritas” – defendem uma coisa e fazem outra.

Em entrevista à Time, um dos autores do estudo, David Kinnaman, disse que “os cristãos não precisam se preocupar com o que os de fora dizem”, mas que é necessário aprender a lidar com essa imagem negativa.

“O cristianismo ainda é a principal rota espiritual para a adolescência. No entanto, porque essa geração de adolescentes está exposta a uma série de perspectivas espirituais por meio de entretenimento e amizades, e dá grande valor ao individualismo e à experimentação, ela está cada vez mais afetada por atitudes não-cristãs.”

Fonte: Estadão