Depois de ser taxado de “anomalia” pelo senador Magno Malta, o polêmico PL 122 deverá voltar à pauta de votação na próxima semana.

O texto substitutivo elaborado pelo relator da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, Paulo Paim (PT-RS) apresentado na última semana “não agradou a ninguém”, nas palavras de Malta, embora contivesse alguns avanços.

“Pode ser votado na semana que vem. Não há motivo algum para que não seja votado na semana que vem”, declarou Paim à Agência Senado.

O projeto, conhecido por querer classificar manifestação de pensamento e crença religiosa contrárias à homossexualidade como homofobia, está em tramitação no Congresso há aproximadamente dez anos.

Ativistas gays entregaram à direção do Senado uma carta em que protestam contra o adiamento da votação realizado na última semana. O senador Paim minimizou os protestos: “Eu entendo e respeito a indignação desses grupos. Estão esperando há mais de 10 anos por essa votação. Os projetos são alterados, a redação é atenuada em relação àqueles que pensam diferente. Fizemos tudo que entendemos ser possível fazer”.

[b]Fonte: Gospel+
[/b]