O pastor Edimar Ferreira Abade, 21, e o obreiro Francisco Alexandre de Souza da Silva, 20, serão indiciados pelo crime de homicídio pelo assassinato do pedreiro Sanual Soares, 45, morto com uma facada no peito, dentro da Igreja Universal do Reino de Deus, do bairro Coroado, zona Norte de Manaus.

As informações são do delegado do 9º Distrito Integrado de Polícia (9º DIP), Eunaldo Rodrigues.

De acordo com ele, o pastor e obreiro serão indiciados, mas responderão ao inquérito em liberdade, por terem se apresentado à polícia. Eles alegaram que o ocorrido foi em legítima defesa.

No domingo, o auxiliar de produção Moisés Coelho de Lima, 27, que foi preso pela Polícia Militar suspeito de participar da tentativa de assalto à Igreja Universal, foi encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.

Assalto

O pedreiro Sanual Soares também teve os tendões dos pés cortados para não correr. Segundo o registro de ocorrência da Delegacia Especializada de Homicídios e Seqüestros (DEHS), a polícia suspeita que de que Sanual estava tentando assaltar o templo e portava uma arma.

Fonte: Portal Amazônia