Uma das emissoras a transmitir as Olimpíadas do Rio de Janeiro em agosto, após ter exibido com exclusividade as de Londres em 2012, a Record não terá o evento em 2020.

[img align=left width=300]http://natelinha.uol.com.br/imagem/noticia/record-logo-grande.jpg[/img]De acordo com a coluna Canal 1, a razão oficial é a de não ter um retorno à altura, mas na verdade, o motivo seria o horário, que atrapalharia a faixa que é destinada à Igreja Universal do Reino de Deus, principal cliente da emissora.

Os Jogos de 2020 acontecerão no Japão, e logo, acontecerão durante a madrugada no Brasil, como foi na Copa do Mundo de 2002.

Nos Jogos do Rio, a Record destinará de 9 a 10 horas diária para a cobertura das competições, tendo um programa especial na faixa da meia-noite.

A rede de Edir Macedo também projeta o Pan-Americano de 2019, que transmitirá com exclusividade na TV aberta.

[b]Fonte: Na Telinha – UOL[/b]