A PRE-SP (Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo) entrou com pedido de investigação judicial nesta sexta-feira sobre suposta propaganda feita pela igreja evangélica Assembléia de Deus para os candidatos a deputado Gilberto Nascimento (federal), do PMDB, e José Domingos Bittencourt (estadual), do PDT.

Segundo representação, os candidatos tiveram sua propaganda em duas páginas de cada um dos 20 mil exemplares do jornal “Bandeirante da Fé”, distribuído gratuitamente em São Paulo. A Procuradoria também pediu a investigação do presidente da Assembléia de Deus, Samuel Cassio Ferreira.

A PRE-SP apurou que os custos do jornal foram arcados pela igreja, o que confere doação direta das campanhas eleitorais por instituição religiosa –prática proibida pela minirreforma eleitoral sancionada em maio desse ano.

Na representação, os envolvidos são acusados de abuso de poder econômico e uso indevido do meio de comunicação social, podendo ser punidos, de acordo com a legislação eleitoral, com a cassação do diploma dos candidatos.

Fonte: Folha Online