A professora que foi despedida em Londres por impedir a leitura dos livros da série ‘Harry Potter’, da autora J.K.Rowling, em sala de aula alegou que a série que conta a história do jovem bruxo contraria os valores cristãos.

Sariya Allen, de 47 anos, foi despedida em julho de 2006 de uma escola no sul de Londres, onde trabalhava como assistente, por impedir que uma aluna lesse diante de seus colegas parte de um dos livros da série.

Sariya, que trabalhou por três anos no local, processou a escola e pede ser indenizada por discriminação. Segundo a educadora, os livros são uma apologia à bruxaria e apresentam valores anticristãos.

Por sua vez, a escola nega as acusações de discriminação religiosa e disse que considera justo ter demitido a professora.

Fonte: JB Online