O programa “Exit”, da rede de TV italiana “A7”, exibiu ontem vídeos de encontros de padres gays combinados pela internet e confissões de religiosos que se sentem atraídos por pessoas do mesmo sexo.

O tema desta segunda-feira do “Exit”, que trata de assuntos da atualidade, foram “os padres homossexuais”.

O programa levou a questão ao ar depois que, nas últimas semanas, a imprensa nacional noticiou casos de padres da diocese de Florença, no centro da Itália, que supostamente mantiveram relações sexuais com outros homens.

A produção do “Exit” antecipou que, durante a atração, seriam exibidos vídeos, gravados com câmeras escondidas, dos encontros de três padres homossexuais com pessoas que eles conheceram em salas de bate-papo no internet.

Além disso, seria lida uma carta anônima escrita por sacerdotes que reivindicam a possibilidade de serem homossexuais e bons padres, na qual pedem que a Igreja Católica “os acolha, em vez de fazê-los se sentirem clandestinos”.

O programa pretende debater a obrigação do celibato no sacerdócio e se isto entra em contradição com a vocação cristã.

Em junho, a exibição num programa do canal estatal “RAI” de um documentário da “BBC” sobre o sigilo que a Igreja Católica faz em torno dos casos de padres pedófilos causou grande polêmica na Itália.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, chegou a afirmar que o documentário “Crime Sex and the Vatican” (Crimes sexuais e o Vaticano, em tradução livre) mostrava “fatos dramáticos a partir de uma perspectiva parcial”.

Fonte: EFE