Os horários religiosos na programação da Rede TV! reflete, consequentemente, nas finanças da emissora.

A programação produzida por igrejas representa hoje uma boa parte da grade de programação da Rede TV!. A emissora veicula diariamente programas de denominações como Igreja Internacional da Graça de Deus e Igreja Universal do Reino de Deus e tem nos fins de semana programas da Igreja Bola de Neve, Assembleia de Deus do Bras, Assembleia de Deus Vitória em Cristo e Igreja São Judas Tadeu.

[img align=left width=300]http://i0.wp.com/noticias.gospelmais.com.br/files/2014/08/Igreja-da-gra%C3%A7a-programa%C3%A7%C3%A3o-rede-tv.png?fit=200%2C220[/img]Esses horários religiosos na programação da emissora reflete, consequentemente, nas finanças da emissora. Quadro que, segundo o jornalista Flávio Ricco, não tem perspectivas de mudança. Em sua coluna no UOL, Ricco afirma que a ordem na emissora é não provocar a ira das igrejas que ocupam espaços na programação.

– É terminantemente proibido mexer com elas. Principalmente aquelas que pagam em dia, como a Universal, por exemplo – afirma o jornalista.

De acordo com Flávio Ricco, os novos investimentos feitos pela emissora em sua grade de programação passam obrigatoriamente pelo crivo de não interferir na programação religiosa. Ele afirma que “qualquer lançamento que possa avançar ou interferir nos horários dos religiosos, precisa, antes de tudo, ser muito bem pensado, discutido nos mínimos detalhes, para evitar transtornos”.

Ao opinar sobre o tema, Flávio Ricco afirma que o principal motivo para fazer com que a programação religiosa da emissora seja “intocável” é o financeiro.

– A emissora não pode em hipótese nenhuma se dar ao luxo de perder esse “santo” dinheiro, vital para os seus compromissos – afirma.

[b]Fonte: Gospel +[/b]