O órgão que fiscaliza a propaganda em Belfast, Irlanda, determinou a retirada dos anúncios feitos por uma Igreja em um jornal e que foi considerado ofensivo e indecente por atacar os gays.

O anúncio de uma página inteira foi uma campanha da Igreja Presbiteriana Por do Sol Livre e tinha o título de “A Palavra de Deus contra a Sodomia.”

A publicação do anúncio coincidiu com o período da Parada do Orgulho Gay de Belfast. A propaganda dizia que a homossexualidade é uma “abominação” e que “O julgamento de Deus é contra o pecado.”

O órgão que fiscaliza a propaganda considerou o anúncio homofóbico. A equipe que analisou o caso informou também que a campanha estimula o ódio e a violência contra gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros.