Em entrevista à revista Veja, novo presidente regional do PT no Rio de Janeiro criticou a aproximação entre o senador Lindbergh Farias e o pastor Silas Malafaia (foto) citando a teologia da prosperidade.

O Partido dos Trabalhadores (PT) tem um novo presidente regional no Rio de Janeiro: Washington Quaquá, prefeito da cidade de Maricá, na Região Metropolitana. Em entrevista à revista Veja o político criticou a aproximação entre o senador Lindbergh Farias e o pastor Silas Malafaia citando a teologia da prosperidade pregada pelo líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

Lindbergh é o candidato do PT ao cargo de Governador do Estado do Rio de Janeiro e nos últimos quatro meses já participou de 63 cultos para se aproximar dos evangélicos. No início de outubro ele esteve na sede da ADVEC e recebeu uma oração do pastor Silas Malafaia, fato que ganhou destaque na imprensa e muitas críticas.

“Pegou mal no PT a foto do Lindbergh com o (pastor Silas) Malafaia. Não há problema em ter apoio dele, isso não se nega. Mas não era preciso uma foto dos dois juntos”, criticou Quaquá.

O prefeito de Maricá disse que por Malafaia representar a “teologia da prosperidade” não é possível encontrar nele o símbolo que vai ligar o PT aos religiosos. “A deputada Benedita da Silva, que tem ótima interlocução com o segmento, vai passar a marcar encontros do Lindbergh com pastores para selarmos essa aproximação”, afirmou.

Os prováveis candidatos ao cargo em 2014 são: Lindbergh (PT), Anthony Garotinho (PR), Marcelo Crivella (PRB) e Luiz Fernando Pezão (PMDB).
O PT está rompendo a parceria com o atual governador, Sérgio Cabral (PMDB) e deve tentar acordo com Marcelo Crivella.

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]

Notícias relacionadas:

[url=https://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=27212]- Ministério Público denuncia oração de Silas Malafaia por Lindbergh Farias[/url]

[url=https://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=27255]- Silas Malafaia e Lindbergh Farias são acusados de propaganda antecipada[/url]