Caso seja declarado culpado por causar mal-estar e hostilidade entre diferentes raças ou grupos de Cingapura, o rapaz poderá ser condenado a três anos de prisão e multa de até US$ 3.129 (R$ 7,2 mil).

A polícia de Cingapura investiga um jovem que teria publicado em seu blog (diário virtual) caricaturas de Jesus. Caso seja declarado culpado por causar mal-estar e hostilidade entre diferentes raças ou grupos de Cingapura, o rapaz poderá ser condenado a três anos de prisão e multa de até US$ 3.129 (R$ 7,2 mil).

O primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong, anunciou em 2005, após a condenação de três jovens acusados de racismo, que atuará para proteger a harmonia racial e religiosa.

O jovem, que reproduziu na página caricaturas tiradas de diferentes fontes da Internet, foi interrogado pela polícia em março. Na ocasião, caricaturas de Maomé, publicadas em jornais europeus, tiveram grande repercussão nos países muçulmanos.

O idioma, a religião e a raça são considerados temas especialmente sensíveis em Cingapura, cuja sociedade é formada por três grandes comunidades: chinesa (76,8%), malaia (13,9%) e indiana (7,9%). A maioria da população de Cingapura (51%) segue o budismo e o taoísmo, enquanto 14,9% são muçulmanos e 14,6% são cristãos.

Fonte: Terra