Há algum tempo, Erasmo Furtado da Silva, de 26 anos, morador na Rua Cafelândia, no Jardim São Pedro, procurou uma Igreja Evangélica para ser orientado em como parar de beber. Ele então recebeu a promessa de um pastor que isso iria acontecer.

Porém, passado algum tempo, ele continuava bebendo e muito. A promessa do pastor não surtiu efeito e ele então ‘pegou’ raiva de igrejas evangélicas e, para se vingar, começou roubá-las.

Na madrugada de ontem, visivelmente embriagado, já que o pastor não o curou da bebedeira, ele arrombou uma igreja na Rua Cafelândia e de lá levou: cinco microfones, um amplificador de 2350w; um aparelho de DVD, mesa de som com seis canais; duas chaves de boca, chave de fenda; chave de cano, alicate e chave de roda.

Como ele mora muito próximo da igreja, ele começou a baldear as mercadorias até a sua casa. Uma pessoa viu a ação do acusado e avisou os responsáveis pela igreja que acionou a Polícia Militar, enviando uma equipe da Rádio Patrulha até o local.

Os agentes policiais foram então até a casa do rebelde e encontrou no quarto dele os produtos furtados da igreja. Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado a 1ª Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido pela delegada Daniella Kades de Oliveira e autuado em flagrante por furto qualificado.

Em seu depoimento, Erasmo Furtado disse que não foi ele quem furtou a igreja e que os produtos encontrados na sua casa, que eram da igreja, pertencem ao amigo “Fábio”, que mora no Jardim Colibri. A história não convenceu a delegada que o autuou em flagrante e o recolheu a uma das celas da DP.

O perfil do acusado é curioso, em sua ficha criminal que é marcada por desobediência, injúria, resistência a prisão, vias de fato, uso de entorpecente e outras fraldes que nada mais é do que consumir e não pagar a despesa. E agora, depois de furtar a igreja, soma mais um crime.

Fonte: Jornal O Progresso