Até 2013, evangélicos luteranos e reformados franceses querem chegar à constituição de uma Igreja Protestante Unida da França, com a fusão da Igreja Evangélica Luterana (EELF) e da Igreja Reformada (ERF).

A anuência para o início das conversações nesse sentido foi dada pelo sínodo das duas denominações, reunidos em maio. Desde 2002, congregações e sínodos regionais vinham emitindo sinais para que as duas igrejas buscassem uma unidade visível.

Elas já cooperam entre si e mantêm o Instituto Protestante de Teologia em Paris e em Montpellier, onde formam seus pastores. A EELF tem 40 mil fiéis, concentrados nas regiões de Montbéliard e na capital; a ERF conta com 300 mil membros espalhados pelo país.

Reportando-se ao processo de fusão, o presidente da ERF, pastor Marcel Manoël, comentou para o serviço de imprensa da Federação Luterana Mundial que a França apresenta um complexo quadro de pluralidade religiosa.

“Precisamos deixar bem clara a nossa identidade nesse país”, disse Manoël. Já o presidente da EELF, pastor Joël Dautheville, entende que a união das duas igrejas vai ajudá-las a proclamar a mensagem da Reforma – “a boa nova para todas as mulheres e homens” – , muito válida nos dias atuais.

Fonte: ALC