Mais três religiosos decidiram ontem fazer jejum de um ou dois dias em apoio à greve de fome do bispo da cidade baiana de Barra, dom Luiz Flávio Cappio, que iniciou um protesto contra a transposição na última terça-feira, em Sobradinho, na Bahia.

Os religiosos que também jejuaram, por tempo determinado, foram Helena Schroder, Elita Maria Jonck e um padre da diocese de Paulo Afonso, conhecido como Padre Marcos.

Ontem à tarde, o bispo da diocese da cidade baiana de Juazeiro, dom José Geraldo, também visitou os religiosos que estão próximos à Capela São Francisco.

Os organizadores do movimento montaram nas proximidades da capela duas exposições, uma de fotografias e outra mostrando alternativas de convivência com o Semi-Árido. “Eu não quero morrer”, falou o bispo durante uma missa que celebrou ontem para mais de 300 pessoas que estavam no local. A celebração durou cerca de uma hora.

Fonte: JC Online