Um sacerdote, identificado pela agência espanhola EFE como sendo português, foi detido ontem, terça-feira por abusos sexuais de menores residentes na casa de assistência a crianças e pobres em Cali, no Sudoeste da Colômbia, de que era diretor.

A agência Lusa tentou confirmar a prisão junto da Embaixada de Portugal na Colômbia, mas a representação diplomática portuguesa encontrava-se encerrada.

Segundo a EFE, que cita fontes judiciais, Víctor Blanco Rodríguez, 65 anos, que vive na Colômbia há 36, foi acusado de “ato sexual abusivo e agravado em menores de 14 anos” e detido por ordem do Ministério Público.
Segundo a confissão do próprio religioso, a um delegado do Ministério Público, os abusos eram cometidos há 15 anos, na instituição que dirigia.

Na sua confissão, o sacerdote pediu perdão às vítimas e às suas famílias, bem como à Igreja Católica e à sociedade.

O suspeito ficou detido na prisão de Villahermosa de Cali, depois do Ministério Público considerar que, devido à gravidade das infrações cometidas, ele representa “um perigo para a sociedade”

O antigo diretor da “Fundação Minha Casa” pediu para ser abrangido por um sentença antecipada, depois de reconhecer as acusações, figura que o favorece numa redução de pena.

Vários jovens, que na sua infância estiveram internados na “Minha Casa”, sendo depois adotados por estrangeiros, contaram ter sido alvo de abusos por parte de Blanco, noticiou, na semana passada, o diário El País de Cali.

Fonte: Diário Digital / Lusa