Os responsáveis pelo site Revolutionmuslim.com criticaram os criadores da animação South Park por usar Maomé em um de seus últimos episódios, informou nesta quarta-feira (21) a imprensa americana.

O profeta do Islã apareceu no capítulo 200 do programa, intitulado “Huzzah!” e exibido na semana passada nos Estados Unidos. Para tentar evitar problemas, já que mostrar a imagem de Maomé é uma ofensa na religião muçulmana, os roteiristas o disfarçaram de urso.

Mesmo assim, o site fez uma advertência aos criadores da série, Trey Parker e Matt Stone, dizendo que “provavelmente terminarão como Theo Van Gogh por distribuir esse programa”. Van Gogh foi um diretor de cinema holandês assassinado em 2004 após fazer um filme sobre o tratamento dispensado às mulheres na sociedade muçulmana.

– Isto não é uma ameaça, mas uma advertência do que provavelmente ocorrerá a eles – disse o Revolutionmuslim.com.

Os comentários do site foram repercutidos pela CNN, que qualificou o Revolutionmuslim.com, com sede em Nova York, como “radical islâmico”. A CNN assegurou ainda que em 2009 o site foi alvo de uma investigação jornalística por sua “retórica em apoio à ‘Guerra Santa’ contra Ocidente e por elogiar Osama bin Laden”, apesar de hoje a página estar fora do ar.

Fonte: R7