A Record, que tem sua madrugada ocupada por programas da Igreja Universal, fechou o primeiro semestre com média de 1 ponto de audiência entre 1h e 6h.

O arrendamento de horários para igrejas na TV é uma prática cada vez mais comum, sobretudo nas madrugadas. Três das cinco principais redes de TV do país, Record, Band e RedeTV!, têm suas madrugadas ocupadas por telecultos e alguns programas terceirizados, que oferecem produtos, como tapetes e joias.

Porém, o aluguel dos horários custa caro para essas emissoras, que registram baixos índices, muitas vezes beirando o chamado ‘traço absoluto’. A Record, que tem sua madrugada ocupada por programas da Igreja Universal do Reino de Deus, fechou o primeiro semestre com média de 1 ponto de audiência entre 1h e 6h. A audiência é a mesma registrada pela Band na faixa.

Já na RedeTV!, a situação é ainda mais crítica. A emissora de Amílcare Dalevo fechou o primeiro semestre de 2010 com traço durante a madrugada, ou seja, 0 pontos. Porém, o canal anunciou recentemente a intenção de reduzir o número de telecultos e programas terceirizados em sua grade. Atualmente, a emissora possui 25% de sua programação ocupada por esse tipo de atração. A meta da direção da rede é reduzir esse valor para 5% até o final de 2012.

No entanto, manter uma programação de entretenimento durante a madrugada não é garantia de bons índices. É o caso do SBT, que preenche o horário com as milionárias séries dos estúdios Warner. Mesmo assim, a emissora registra apenas 2 pontos entre 1h e 6h. Assim como na maior parte do dia, a TV Globo lidera com folga nas madrugadas, com média na casa dos 5 pontos.

[b]Fonte: Na Telinha[/b]