Um suposto comando da organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) assassinou seis pessoas na região de Tebesa, no leste da Argélia, informam hoje os jornais argelinos “Liberté” e “El Khabar”.

As vítimas são um pastor, três militares (um tenente-coronel, um comandante e um soldado) e dois guardas municipais.

O comando penetrou na segunda-feira à noite na aldeia de Bir el Ater e invadiu a residência do pastor, que foi degolado na rua.

Depois, colocaram várias bombas no domicílio. Quando uma unidade militar entrou na casa, os explosivos foram detonados.

Segundo os habitantes da aldeia, o massacre poderia ter sido maior sem a intervenção militar, já que o comando pretendia assassinar outros aldeões.

Fonte: EFE