Três torcedores do Arsenal ameaçaram levar o clube aos tribunais por ter permitido cânticos anti-semitas contra torcedores do Tottenham, de acordo com a imprensa inglesa.

Os denunciantes- um cristão, um muçulmano e um judeu- escreveram uma carta ao presidente do clube londrino, Peter Hill-Wood, para denunciar os insultos.

O advogado deles, Lawrence Davies, afirmou que, se o Arsenal não tomar medidas para impedir que os cânticos continuem a ocorrer, levará o caso à justiça pela infração a uma lei de 1976 contra o racismo.

“Os sócios têm um contrato com o clube em que se estipula que os torcedores que apresentem atitudes racistas devem ser expulsos das partidas. Nenhum dos torcedores que entoaram cânticos racistas foi punido”, justificou Davies

O advogado, no entanto, reconhece que o Arsenal tem mostrado uma atitude combativa contra o racismo, mas advertiu que é preciso ser mais combativo em relação a este tipo de crime.

O Arsenal lidera o Campeonato inglês com 27 pontos ao lado do Manchester United, mas tem um jogo a menos. O time do técnico Arsene Wenger volta a jogar na próxima segunda-feira contra o Reading, fora de casa.

Fonte: UOL