Hillary Clinton e os democratas criticaram fortemente Donald Trump, que, em um comício, deu a palavra a um homem que afirmou que o presidente Barack Obama é muçulmano e que é preciso se livrar das pessoas desta crença.

[img align=left width=300]http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/asemana/as_201043143142677.jpg[/img]Em um ato público na quinta-feira em Rochester, New Hampshire (nordeste), Trump, candidato às primárias republicanas na corrida pela Casa Branca, aceitou perguntas do público. O primeiro homem a tomar a palavra lhe perguntou: “Temos um problema neste país: se chama muçulmanos. Sabemos que nosso presidente atual é um deles, não é nem mesmo americano…” disse o homem. Trump riu e o interrompeu para dizer “Precisamos desta pergunta. Esta é a primeira pergunta”.

“De qualquer forma, temos campos de treinamento onde querem nos matar”, retomou a palavra o homem. “Esta é a minha pergunta: quando podemos nos livrar deles?”.”Vamos nos interessar por isto e por muitas outras coisas”, respondeu Trump. A resposta evasiva do magnata do setor imobiliário desencadeou a polêmica.

[b]Fonte: IstoÉ[/b]