A Universidade Bíblica Latino-Americana (UBL) circulou carta dirigida a Jon Sobrino, depois de conhecida a notificação da Congregação para a Doutrina da Fé que limita a ação do teólogo com questionamentos à cristologia que defende.

No documento, dirigido ao “muito querido irmão Jon”, a UBL afirma que conhece, reconhece e agradece profundamente a prolífica produção teológica com que Sobrino enriqueceu e iluminou o pensamento teológico latino-americano e mundial. “Com seus escritos contribuiu enormemente às nossas investigações, nossas reflexões e nossa fé. Sobretudo, reconhecemos seu pensamento cristológico, arraigado na misericordiosa praxe do Jesus de Nazaré.”

“Irmão Jon, muitos de nós conhecemos não só seus escritos teológicos, mas que, por graça de Deus, tivemos a ventura de conhecer seu trabalho como docente e como sacerdote. Por isso, podemos testemunhar que sua vida também nos inspirou profundamente por sua honradez, fidelidade e humildade”, enfatiza a missiva assinada pela reitora Dra. Violeta Rocha e a Associação de Estudantes.

A carta, assinada pela reitora da UBL, Violeta Rocha, e pela associação de estudantes, afirma que a notificação não foi dirigida contra a pessoa do teólogo, “mas contra o movimento da teologia da libertação, na qual muitos dos colegas teólogos, homens e mulheres de diferentes igrejas, tiveram que carregar a cruz por causa da opção que tomaram de seguir a praxe de Jesus de Nazaré”.

Dessa maneira a UBL se une às muitas vozes ao redor do mundo que expressaram sentimentos de solidariedade com o teólogo censurado. “Desejamos comunicar-lhe que nos unimos em oração para que o Deus da Graça lhe acompanhe e lhe proteja nesta hora difícil. Nós, como povo de Deus, estamos com você, seguindo a praxe de Jesus”.

Fonte: ALC