O Vaticano criticou nesta sexta-feira uma estátua gigante modernista que retrata o papa João Paulo 2º, dizendo que a obra nem ao menos se parece com o beato.

A estátua de bronze foi colocada diante da principal estação de trem de Roma, a Termini.

O artista, Oliviero Rainaldi, diz que a escultura mostra o pontífice como se estivesse abrindo seu manto para abraçar os fiéis. Mas o Vaticano diz que o efeito é mais parecido com uma guarita da polícia do que com um pontífice acolhedor.

O jornal do Vaticano “L’Osservatore Romano” disse nesta sexta-feira que a gigantesca estátua dá a impressão de que uma bomba atingiu a praça.

Alguns na estação descreveram a escultura como hedionda. Dois pedestres disseram que a figura mais parece o falecido ditador Benito Mussolini, que o pontífice polonês, que foi beatificado no último dia 1º de maio.

[b]Fonte: Folha Online[/b]