Segundo o Vaticano, o ex-bispo Roger Vangheluwe disse ter abusado sexualmente de seu sobrinho.

O organismo do Vaticano encarregado dos delitos mais graves dentro da Igreja foi requisitado pelo papa Bento 16 para tratar do caso do ex-bispos de Bruges, Roger Vangheluwe, que reconheceu ter abusado sexualmente de seu sobrinho, anunciou o Vaticano.

“O papa solicitou à Congregação da Doutrina da Fé que se ocupe do caso”, declarou o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

A demissão de Roger Vangheluwe depois deste escândalo foi aceita pelo papa em 23 de abril.

Uma onda de denúncias por abusos sexuais por parte de padres contra crianças se abateu sobre a Igreja belga depois da demissão do bispo.

Essas revelações também explodiram nos Estados Unidos, na Irlanda e vários países da Europa, entre eles a Alemanha, país natal do papa, provocando a mais grave crise das últimas décadas dentro da Igreja.

[b]Fonte: Folha Online[/b]