O Vaticano manifestou preocupação com a onda de violência xenófoba que deixou pelo menos 50 mortos na África do Sul e pediu uma solução definitiva para a crise, em um telegrama enviado ao arcebispo de Johannesburgo.

O telegrama, assinado pelo cardeal Renato Raffaele Martino, presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes, foi enviado ao monsenhor Buti Joseph Tlhgale.

“Com profunda dor, o Pontifício Conselho recebeu a notícia da nova onda de violência trágica que se desatou em algumas cidades da África do Sul, provocando mortos, sofrimentos e destruição entre os imigrantes e refugiados”, lamenta o cardeal Martino.

Fonte: AFP