O Vaticano determinou na sexta-feira que os batizados devem ser realizados com a tradicional fórmula “Pai, Filho, Espírito Santo”, e não com novas fórmulas, que usam uma linguagem considerada não-sexista.

A determinação partiu de nota do departamento doutrinal da Santa Sé. As fórmulas alternativas são usadas por alguns protestantes e raramente por católicos, sempre com uma tentativa de evitar termos masculinos para se referir à Trindade.

As duas fórmulas rejeitadas são: “Eu lhe batizo em nome do Criador, e do Redentor e do Santificador” ou “Eu lhe batizo em nome do Criador, do Libertador e do Sustentador”. Especialmente em inglês, esses termos não acarretam uma noção masculina das figuras da Trindade.

O Vaticano disse que pessoas batizadas pela fórmula heterodoxa devem se submeter a uma nova cerimônia.

Fonte: Reuters