A publicitária Erika Guttierez, de 24 anos, diz não ter dúvidas sobre em quem votar no próximo domingo: Juan Manuel Santos. E ela explica que os motivos não têm nada a ver com o bom preparo do candidato do Partido da U, nem com o fato de ele prometer manter e avançar nas políticas de segurança do presidente Álvaro Uribe.

– Voto nele porque é cristão como eu e vai à missa todos os domingos. Acho que um presidente de qualquer país precisa acreditar em Deus, porque só assim terá princípios morais para governar – diz a publicitária.

A campanha de Santos tem no voto cristão uma arma poderosa contra a onda verde de Antanas Mockus; candidato que já precisou desmentir publicamente rumores de que era ateu.

– O fato de não ir à missa não quer dizer que não acredito em Deus. Sou católico, já fui até coroinha – declarou Mockus.

Ser ateu é praticamente uma heresia na Colômbia, um país extremamente conservador, em que 93% da população de 45 milhões de pessoas se declaram cristãos.

Ao contrário de seu rival nas eleições, Juan Manuel Santos é católico praticante. Este fato, segundo analistas, já é capaz de atrair votos como o da católica Erika Guttierez.

Mas é da Igreja Evangélica – grupo que, assim como no restante da América Latina, cresce vertiginosamente na Colômbia – que está vindo o maior apoio à candidatura de Juan Manuel Santos. Em entrevista ao site colombiano “La silla vacía”, Luis Felipe Salas Moisés, filiado ao Partido da U e pastor da Igreja En Tu Presencia, em Bogotá, disse que, desde janeiro, o candidato já visitou mais de 800 templos evangélicos – conseguindo apoio de bispos e milhares fiéis.

Seu maior aliado é o bispo César Castellanos, fundador da Missão Carismática Internacional (MCI), igreja que possui 60 mil seguidores somente em Bogotá. Recentemente, Santos visitou o templo de Castellanos e recebeu dele uma bênção. Depois, o religioso disse:

– Todos os candidatos que sobem neste altar acabam se tornando presidentes – numa referência ao fato de Álvaro Uribe ser há muitos anos visitante assíduo do local.

Na página da Igreja na internet, www.mci12.com.co, além do apoio declarado do bispo ao candidato do Partido da U, há vídeos das visitas de Uribe e Santos ao templo. Num deles, no início de seu primeiro mandato, em 2002, Uribe pede à comunidade carismática para ajudá-lo – “com suas orações, seus valores e sua energia espiritual” – a mudar o país, “vencendo as dificuldades”. Em outro, registrado recentemente, Santos diz: “A Colômbia está transformando seu futuro com a fé e a ajuda de Deus. Queremos garantir esta continuidade.”

Outra igreja visitada por Santos é a do Avivamiento (avivamiento.com), que conta com 300 mil fiéis em toda a Colômbia. Ali, Santos pediu oração para que vença as eleições deste domingo.

Fonte: O Globo