Cristãos na República Centro-Africana
Cristãos na República Centro-Africana

Um ataque contra uma igreja em Bangui, capital da República Centro-Africana, deixou 15 mortos nesta terça-feira, informaram à Agência Efe testemunhas do incidente.

Homens armados abriram fogo durante a realização de uma reunião anual da Igreja de Nossa Senhora de Fátima. Segundo as testemunhas, eles fariam parte do grupo de muçulmanos do distrito PK5.

“Estávamos em plena missa na igreja nesta manhã. Os criminosos cercaram a igreja e começaram a disparar com armas e granadas. Dez pessoas morreram no local. Há muitos baleados e feridos pela explosão das granadas”, disse à Efe Signey Yamalé, um fiel que testemunhou o ataque.

O atentado desencadeou uma onda de violência e represálias na capital da República Centro-Africana. A Efe constatou mais duas vítimas no distrito 2 de Bangui.

Sanilas Dangabo, um habitante do distrito PK5, disse à Efe que mais três corpos foram levados ao necrotério da mesquita de Babolo, onde os mortos da comunidade são levados antes de ser velados.

O ataque ocorreu enquanto as autoridades do país e parte da população comemorara o Dia do Trabalhador no distrito 5 da cidade.

Em maio de 2015, a Igreja de Nossa Senhora de Fátima já tinha sofrido outro ataque.

A República Centro-Africana vive um complicado processo de transição desde 2013, quando rebeldes derrubaram o presidente François Bozizé, provocando uma onda de violência sectária entre cristãos e muçulmanos que deixou milhares de mortos.

Fonte: Agência EFE via UOL