Duas pessoas morreram e seis ficaram feridas em dois centros religiosos no Colorado, incidentes que, apesar de semelhantes, ainda se desconhece se estão relacionados, segundo a Polícia. Autor de disparos em igreja dos EUA foi morto por agente de segurança.

O primeiro incidente ocorreu na madrugada do sábado para o domingo, quando um homem armado, de aproximadamente 20 anos, vestido com jaqueta escura e capuz, foi a um centro de formação de missionários em Arvada, nos arredores de Denver, aparentemente com o objetivo de pedir abrigo.

Segundo o chefe de Polícia da cidade, Don Wick, o homem – que usava óculos e tinha barba – entrou nas áreas comuns do recinto e conversou com alguns dos jovens que estudavam no centro.

Os jovens, segundo as versões das testemunhas, lhe disseram que ele não poderia se hospedar no centro, momento no qual o homem tirou uma arma e começou a disparar.

O homem deixou quatro jovens feridos, sendo que dois deles acabaram morrendo: Tiffany Jonhson, de 26 anos, e Phillip Kronse, de 24 anos. Os outros dois permanecem hospitalizados, com ferimentos graves.

Doze horas depois, a cerca de 100 quilômetros de distância, um homem armado disparou contra fiéis no estacionamento da New Life Church, em Colorado Springs.

O ataque deixou quatro pessoas feridas, e nenhuma delas corre risco.

Esta congregação é uma das maiores do Estado do Colorado, com cerca de 10 mil fiéis.

O chefe da Polícia local de Arvada informou que entrou em contato com a Polícia do Colorado Spring e com o xerife do Condado de El Paso para tentar determinar se os dois incidentes foram protagonizados pelo mesmo autor.

O sargento Fletcher Howard, da Polícia de Colorado Springs, afirmou que uma pessoa foi detida, mas não quis dar mais detalhes sobre a identidade ou a possível relação com as vítimas do primeiro tiroteio.

Atualizado: Autor de disparos em igreja dos EUA é morto por agente de segurança

O autor do ataque em uma igreja de Colorado Springs, nos Estados Unidos, foi abatido por um dos agentes de segurança que cercava a congregação, informou hoje o chefe de Polícia da cidade, Richard Myers.

O policial disse também que o autor dos disparos conseguiu atingir várias pessoas antes de ser abatido. Uma de suas vítimas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Fonte: EFE