O autor Walcyr Carrasco vai aproveitar a novela “Amor à Vida” para comprar uma briga em nome da causa gay.

O autor prepara uma forte discussão dentro de “Amor à Vida”, da Globo, sobre a “cura gay”, projeto que permite aos psicólogos promover tratamento para a homossexualidade.

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara aprovou a proposta em votação comandada pelo deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), presidente do grupo e alvo de protestos que o acusam de racismo e de homofobia, o que ele nega.

Carrasco, que já andou comprando briga com Feliciano, pretende colocar a questão da “cura gay”, em tom de crítica, em diálogos entre médicos e psicólogos no hospital ficcional de “Amor à Vida”. A ideia do autor é mostrar que a tal lei é preconceituosa e se trata de um retrocesso.

Em 2011, Walcyr Carrasco atacou Myriam Rios em seu blog após a atriz e deputada estadual pelo PDT relacionar a homossexualidade com pedofilia, durante seu discurso em uma reunião no plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). No texto, o autor chamou Myrian de “burra” e “medíocre”.

O projeto conhecido como “cura gay” precisa ser aprovado por outras duas comissões antes de ser votado em plenário da Câmara.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]