Fiscais fecham igreja em Namibe, província da Angola
Fiscais fecham igreja em Namibe, província da Angola

As autoridades angolanas fecharam 12 igrejas consideradas ilegais na manhã desta terça-feira, em Namibe, uma província de Angola.

A Igreja Bima, envolvida na disputa entre duas lideranças em Angola e na RDC, localizada no bairro Plató, “cidade Alta” foi a primeira a receber a nota da Operação Resgate, como é chamada a ação das autoridades que está fechando os templos.

Os fiscais descobriram e fecharam santuários de “cura divina” em residências transformadas em locais de culto, alguns deles ligados a Igreja de Coligação Cristã de Angola (ICA).

As sedes de algumas associações transformadas em locais de cultos, tal como da Igreja Quadrangular, também foram fechadas.

A Igreja Jesus Cristo na Cruz, do conhecido “Sotan”, pai da família Francisco Chikuteny, a Global e a Mundial constam da lista das igrejas declaradas ilegais e condenadas ao fechamento.

Maurício Cavel, da delegação do Ministério da Cultura disse aos jornalistas que todas as igrejas ilegais na província do Namibe vão ser encerradas durante a Operação Resgate.

Na semana passada, o comandante da Polícia Nacional (PN) na província angolana do Namibe deu um ultimato de cinco dias para fechar igrejas que funcionam de forma considerada irregular pelas autoridades.

O aviso foi feito numa reunião  com os líderes das denominações religiosas existentes do Namibe.

“Quem não legalizou a sua Igreja durante 43 anos não vai legalizá-la em apenas um mês, acabou a era da desordem, com a segurança não se negocia”, reiterou o comandante.

Alguns pastores reconhecem a legitimidade das autoridades governamentais, mas dizem também que o Governo sabe quem são as igrejas que que não cumprem as normas vigentes no país e lamentam a decisão das autoridades.

Fonte: VOA Portuguesa