Cristãos durante culto na Costa do Marfim

Adeptos das religiões tradicionais africanas (ATR, da sigla em inglês) atacaram a igreja Generation of Followers, na aldeia de Kekékré, na Costa do Marfim.

Os cristãos locais foram hostilizados durante o culto da manhã. A ação foi uma retaliação pela recusa dos seguidores de Jesus em participar de um sacrifício ritualístico da ATR.

Várias pessoas ficaram feridas e receberam cuidado médico, mas a Portas Abertas ainda não recebeu mais informações sobre o ocorrido.

Na Lista Mundial da Perseguição 2020, a Costa do Marfim ficou entre os países em observação, na 70ª posição, com 42 pontos. Isso indica que as divisões étnico-regionais, que também coincidem com divisões religiosas, causaram conflitos no território.

Os principais tipos de perseguição são opressão islâmica, paranoia ditatorial, corrupção e crime organizado. Por isso, pessoas que encontraram Jesus e deixam antigas religiões como as tradicionais e o islamismo preferem viver a nova fé em segredo.

A Portas Abertas convida os irmãos e irmãs do Brasil para interceder pelos cristãos ae Costa do Marfim. Principalmente por aqueles que foram atacados. Agradeça ao Senhor pelo testemunho da igreja, pois resistiu à tentação de ceder à pressão do medo. Ore por cura a todos os feridos e que Deus continue a fornecer a coragem necessária no meio da crise. Peça sabedoria divina aos líderes da igreja, para que consigam demonstrar o amor de Cristo tanto aos membros das igrejas, quanto à comunidade ao redor.

Fonte: Portas Abertas