Os líderes evangélicos da Suiça e os representantes da embaixada dos Estados Unidos.
Os líderes evangélicos da Suiça e os representantes da embaixada dos Estados Unidos.

A Aliança Evangélica Suíça (SEA) e a Associação de Igrejas Livres da Suíça (Freikirchen.ch), se reuniram recentemente com representantes da Embaixada dos Estados Unidos.

O encontro teve como objetivo trocar impressões sobre a situação da liberdade religiosa na Suíça .

Marc Jost , Co-Secretário Geral da SEA e Peter Schneeberger, Presidente da Freikirchen.ch., aceitou o convite especial da Embaixada dos Estados Unidos na Suíça e se reuniu com o especialista político, Emanuel Riem, e a conselheira política e econômica em exercício, Michelle M. Kayser.

Os temas discutidos no encontro incluíram neutralidade, tolerância, política e questões tributárias , entre outros.

“Ficamos felizes em relatar nossas experiências boas e problemáticas. No geral, estamos muito gratos pela situação da liberdade religiosa; especialmente em comparação com todos os países onde os crentes são perseguidos”, disse Jost ao site de notícias suíço Livenet.

As embaixadas dos EUA em todo o mundo agora estão coletando dados para produzir um relatório anual sobre a liberdade religiosa em cada país. O Departamento de Estado dos EUA deve decidir neste mês quais países devem ser designados como países de preocupação particular ou colocados em sua Lista de Observação Especial com base nas condições de liberdade religiosa.

Compromisso com os direitos humanos

Os dois representantes da embaixada dos Estados Unidos foram muito abertos e também interessados ​​em novos encontros, pois são responsáveis ​​pelo acompanhamento de todos os direitos humanos.

De acordo com Jost, a SEA também está comprometida com isso, especialmente com a liberdade religiosa, “por exemplo, por meio de quatro funcionários do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra , que são apoiados pela SEA ”.

Folha Gospel com informações de Evangelical Focus