Bella disse que, atualmente, não concorda com os princípios que nortearam sua vida religiosa durante muitos anos, e afirmou que tais regras “não são legais”.

Durante a prova para decidir o líder da semana da 14ª edição do “Big Brother Brasil”, Bella, de 27 anos, comentou sobre seu passado em uma igreja evangélica, e criticou alguns princípios adotados pela igreja ao contar que não teve nenhuma relação sexual antes dos 23 anos.

[img align=left width=300]http://noticias.gospelmais.com.br/files/2014/01/bbb-Bella-ex-evang%C3%A9lica-200×184.jpeg[/img]Segundo ela, tal espera se deu por sua antiga crença, aprendida na igreja, de que deveria esperar para se envolver intimamente com um homem.

– Perdi minha virgindade com 23 anos, casei aos 24. (…) Frequentei a igreja evangélica por muitos anos. Tinha muitos dogmas da religião – afirmou a participante do reality show.

Bella disse ainda que, atualmente, não concorda com os princípios que nortearam sua vida religiosa durante muitos anos, e afirmou que tais regras “não são legais”.

– Quando vim para o Rio abri meus olhos. Essas regras todas não são legais – completou a pernambucana, segundo a coluna F5, da Folha de S.Paulo.

Os comentários de Bella sobre sua antiga confissão religiosa foram feitos durante a primeira prova de resistência no programa, que tinha como prêmio um carro modelo Fiat Strada e imunidade por duas semanas na casa, além da possibilidade de disputar a prova do líder na semana seguinte.

[b]Fonte: Gospel+[/b]