Foi divulgado na tarde desta sexta-feira (5) um vídeo que denuncia a manipulação de votos pela Igreja Universal do Reino de Deus em favor do candidato a prefeito de São Paulo Celso Russomanno.

Na gravação veiculada pelo canal no Youtube “PosTV”, a ex-obreira da IURD Regiane Brito, de 22 anos, conta como os partores a obrigavam a angariar votos para o candidato do PRB entre os fiéis da Igreja. O motivo, segundo Regiane, era claro: Russomanno, uma vez eleito, traria benefícios para a construção do Templo de Salomão, no Brás, na zona leste da capital. “Eles estavam usando da boa votande, da fidelidade das pessoas para com a Igreja para conseguir votos para o Russomanno”, conta Regiane. “Eu estava me sentindo uma fantoche, uma marionete”.

Essa denúncia surgiu na noite de quinta (4) para os organizadores do festival “Amor Sim, Russomanno Não”, que acontece essa sexta na Praça Roosevelt, no centro de São Paulo, às 20 horas. Um dos organizadores do evento, o jornalista Bruno Torturra, contou ao Yahoo! que durante uma reunião aberta do evento, ontem, Regiane apareceu e decidiu desabafar. “Ela estava incomodada com a situação do Russomanno na Igreja e com a situação dela. Ela foi crescendo na Igreja, virou obreira e com a manipulação que passou a acontecer, ela não aguentou e decidiu fazer a denúncia”, conta Torturra.

Na mesma hora os organizadores decidiram gravar o depoimento de Regiane e editaram o vídeo durante a madrugada. “A nossa esperança é que esse vídeo faça com que outros obreiros também venham a público para denunciar essa história”, afirma Torturra.

Regiane é obreira da Igreja Universal há oito anos. O obreiro trabalha voluntariamente e tem a função de aproximar os fiéis da institutição. No vídeo, ela explica como é feita a manipulação de votos em favor de Russomanno. “A Igreja nunca tinha apoiado um candidato na eleição de São Paulo, apenas vereadores. Nessa campanha de agora, eles separaram os obreiros em grupos e cada grupo tinha uma meta de conseguir dez votos para o Russomanno”, conta Regiane.

A ex-obreira afirma que os pastores indicavam como argumento para sustentar o apoio ao Russomanno os benefícios que o candidato do PRB poderia trazer para a construção do Templo de Salomão, caso eleito. “Durante a semana os obreiros tinham que ligar, confirmar com a pessoa o voto, explicar o trabalho do Russomanno, porque a Igreja estava apoiando o Russomanno. Segundo o ‘argumento’, era por causa da construção do templo”, conta Regiane. “Ele [Russomanno] poderia ajudar reduzindo as taxas, impostos, agilizando os trâmites de vistoria.”

Russomanno afirmou em entrevista ao SPTV, da Rede Globo, que caso eleito não obedeceria às determinações da Igreja Universal do Reino de Deus. Procurada pela reportagem, a candidatura de Russomanno preferiu não comentar as denúncias.

Veja o vídeo abaixo:

[b]Fonte: Yahoo[/b]