O filme biográfico do bispo Edir Macedo vem sendo produzido em silêncio pela Record Filmes, e terá direção de Alexandre Avancini, o mesmo profissional que comandou a primeira “novela bíblica” da emissora, Os Dez Mandamentos, e que irá dirigir a sequência do folhetim, A Terra Prometida.

[img align=left width=300]http://i2.wp.com/noticias.gospelmais.com.br/files/2016/02/bispo-edir-macedo-preso-e1455712931584.png[/img]A história de vida de Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e atual proprietário da TV Record, foi contada a partir de suas memórias na série de livros “Nada a Perder”, escritos pelo jornalista Douglas Tavolaro.

Tavolaro, inclusive, é o responsável por estruturar a área de filmes da emissora, seguindo um modelo usado pela principal concorrente, a TV Globo. “A ideia é que a nova área produza longas de assuntos diversos, não só de temática religiosa, e faça também adaptações para o cinema de produtos do canal. O filme ‘Os Dez Mandamentos’ é o primeiro projeto dessa unidade […] Tavolaro, autor da biografia do dono da Record, […] já trabalha no filme sobre Macedo”, informou a jornalista Lígia Mesquita, colunista da Folha de S. Paulo.

Como a inspiração é o modelo seguido pela Globo, o filme sobre Edir Macedo será exibido na Record em formato de minissérie, assim que deixar os cinemas, com a inclusão de cenas inéditas, segundo informações do jornalista Flávio Ricco, do portal Uol. O exemplo mais recente desse modelo de negócio feito pela emissora da família Marinho é o filme “Alemão”, que depois de sair de cartaz, foi exibido em capítulos, com a adição de algumas cenas.

[b]Parceria com a Globo
[/b]
A Record assinou contrato para a exibição do filme “Os Dez Mandamentos” nos canais Telecine e no Megapix – este último, líder de audiência na TV fechada –, que são de propriedade do Grupo Globo.

“A nova possibilidade de exibição do filme nos canais Telecine e Megapix é mais um incentivo para a produção nacional em formatos e linguagens diferentes, promovendo a nossa cultura junto a algumas das maiores produções mundiais do cinema”, comemorou o produtor-executivo do longa-metragem, Douglas Tavolaro.

[b]Fonte: Gospel Mais[/b]