Petrônio Gontijo no papel de Edir Macedo no filme
Petrônio Gontijo no papel de Edir Macedo no filme "Nada a Perder"

A Ancine (Agência Nacional do Cinema) divulgou nesta segunda-feira (4) o seu informe anual preliminar sobre salas de exibição em 2018.

Os dados foram publicados no site do OCA, o Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual.

Em 2018, o público total em salas de exibição brasileiras bateu o número de 161 milhões, número que representa um recuo de 12,6% em relação ao ano anterior, o segundo consecutivo em queda.

Ainda de acordo com o relatório, a diminuição do número, no entanto, é reflexo dos filmes estrangeiros, já que os títulos nacionais tiveram um crescimento de 25,3% em relação ao período anterior, boa parte do número impulsionado pelo sucesso de “Nada a Perder”.

A cinebiografia de Edir Macedo, bispo fundador da Igreja Universal, atingiu o número de 11.226.127 ingressos vendidos, de acordo com a ComScore, e se tornou a maior bilheteria nacional de todos os tempos.

A sequência do longa “Nada a Perder”, ganhou data de estreia: 18 de abril de 2019, segundo o site CinePOP.

A venda de ingressos para filmes brasileiros bateu a marca de 23,2 milhões. Este número só foi superior aos 20 milhões também em 2016, 2015, 2013 e 2010.

Fonte: UOL