Logo da TV Gazeta
Logo da TV Gazeta

A promessa de novas demissões na TV Gazeta se confirmaram na manhã desta segunda-feira, 5 de novembro. Cerca de 80 profissionais foram dispensados, informa Flávio Ricco, colunista do UOL.

Além do diretor Dácio Nitrini e o editor-chefe Sérgio Galvão, foram dispensados todos os demais componentes da cúpula do jornalismo, comentaristas dos telejornais, inclusive o recém-contratado Joseval Peixoto, e os apresentadores Stella Gontijo e Rodolpho Gamberine, que recebeu a notícia em Paris, em férias..Houve baixas também no esporte e entretenimento.

Tudo isso acontece, como um componente a mais na surpresa, após um restabelecimento de negociações com a Igreja Universal.

A saída da Igreja Universal da TV Gazeta foi só por um mês, outubro.

O antigo contrato terminou em 30 de setembro e a sua programação voltou a ser veiculada, como se nada tivesse acontecido, no dia 1º de novembro.

A IURD, em relação à TV Gazeta, continua ocupando os mesmos horários, 6h às 8h da manhã, 8h às 10h da noite.

Só não existem informações sobre os valores do antigo e atual contratos.

O diretor Dacio Nitrini se despediu dos colegas por meio de uma manifestação em uma rede social.

O que se sabe é que a Gazeta acabou com 80% do departamento. Serão mantidas apenas 14 pessoas na redação, para cumprir as exigências da lei.

A Fundação Cásper Líbero culpa a situação econômica do país pelas demissões. Veja o comunicado:

“A Fundação Cásper Líbero comunica que está promovendo uma reestruturação interna com o objetivo de equalizar suas despesas à realidade das receitas do momento e, com isso, preservar seu equilíbrio financeiro e manter os resultados econômicos administráveis. Esta reestruturação tem foco prioritário na TV Gazeta, devido a situação macroeconômica cujos efeitos têm atingido continuamente o setor de comunicações, com uma forte retração no mercado publicitário.

O impacto desta decisão na TV Gazeta inclui a redução substancial da Central de Jornalismo, área que demanda subsídio majoritário da Fundação Cásper Líbero, incompatível com as possibilidades do momento, além de outas reduções em pessoal, colaboradores e contratos de terceiros.

Na programação, serão cancelados os boletins jornalísticos exibidos durante os programas femininos e o Jornal da Gazeta Edição das Dez.

A TV Gazeta informa que seus planos são incrementar a produção de jornalismo o mais breve possível, tão logo a situação econômica permita, com o devido apoio do mercado publicitário.”

Fonte: Flávio Ricco – UOL