Igreja Batista da Lagoinha dentro de shopping center em Minas Gerais
Igreja Batista da Lagoinha dentro de shopping center em Minas Gerais

Inaugurado em abril de 2014, no auge da crise, o Monte Carmo Shopping, de Betim (MG), abriu as portas com 12 lojas, numa área total de vendas de 34 mil metros quadrados.

Na época, era um dos shoppings com maior espaço vago no País. Em dezembro de 2016, quando o empreendimento, do Grupo Saphyr, foi vendido para o fundo de investimento Sodepar, a vacância era de 52%. Hoje está em 15%.

A nova administração procurou uma saída viável para virar o jogo e concluiu que só o comércio não seria suficiente para ampliar a ocupação. A inspiração, segundo o gerente do shopping, Cesar Miranda, foi o modelo dos EUA, que equilibra comércio, entretenimento e serviço.

Assim, desde agosto de 2017, o shopping abriga a Igreja Batista da Lagoinha, que realiza seus cultos em um salão com capacidade para 400 pessoas.

De acordo com o seu site, a igreja, que fica aberta das 10h às 22h, sob a liderança da pastora Márcia Medeiros, conta com a estrutura de estacionamento e toda infraestrutura de um centro comercial.

A igreja faz parte dos serviços, ao lado da Faculdade Pitágoras, inaugurada este mês, da agência dos Correios, da Receita Federal e outras operações. “A igreja é um ‘case’ de sucesso, que se converteu em aumento de receita para inúmeras operações do shopping”, diz Miranda.

Para a diretora executiva do Ibope Inteligência, Marcia Sola, os shoppings novos estão “esquizofrênicos”. “Trouxeram outras coisas, a fim de minimizar a sensação de tapumes.”

Fonte: Estadão e Igreja Batista da Lagoinha