Padres são acusados de abuso sexual
Padres são acusados de abuso sexual

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou na quinta-feira, 11, a criação de uma comissão nacional para investigar o histórico de abusos sexuais a menores e adultos vulneráveis cometidos no seio da Igreja em Portugal.

“Não temos medo, pelo contrário”, disse à imprensa o presidente da CEP, José Ornelas, depois do final da assembleia plenária que juntou esta semana os bispos portugueses, onde se acordou a criação de uma comissão nacional.

A comissão vai realizar um “estudo histórico” sobre os casos de abusos em Portugal e terá “total independência”, segundo Ornelas, que referiu que não estará controlada pela Conferência Episcopal e que ainda não se definiu quem a integrará.

Ornelas assegurou que os bispos querem chegar “ao fundo das questões” e que a Igreja está “preparada para tudo”.

“Não queremos de nenhum modo condicionar o trabalho desta comissão”, afirmou o também bispo de Setúbal, que deseja que a investigação mostre uma “dimensão clara” da situação.

Na assembleia plenária também se acordou dar um “voto de confiança à generalidade do clero português”, mas não serão ignorados possíveis encobrimentos.