Bispo Megan Rohrer à esquerda, com sua companheira e filhos. (Foto: Esperanza Foft).
Bispo Megan Rohrer à esquerda, com sua companheira e filhos. (Foto: Esperanza Foft).

A Igreja Evangélica Luterana da América (ELCA, na sigla em inglês) elegeu uma pessoa transgênera como bispo da denominação. O reverendo Megan Rohrer é o primeiro transgênero a ser eleito bispo nos Estados Unidos, segundo o Religion News Service.

No último sábado (8), Rohrer ganhou a eleição episcopal da Assembleia da Sierra Pacific da ELCA, que engloba 180 congregações no norte da Califórnia e no norte de Nevada. Megan derrotou o Rev. Jeff R. Johnson, pastor da Universidade da Califórnia.

“É uma honra ser chamado para servir no Sínodo da Sierra Pacific. Durante este tempo, quando alguns imaginam as pessoas trans no seu pior, os luteranos declararam mais uma vez que as pessoas trans são lindos filhos de Deus. Obrigado a todos que têm orado por mim e por minha família enquanto eu aceito este chamado”, disse Rohrer ao Religion News Service em um comunicado.

O reverendo Megan, de 41 anos, também foi o primeiro transgênero a ser ordenado na ELCA em 2006 e a servir como pastor na Igreja Luterana da Graça em 2014, em São Francisco.

Rohrer é conhecido pelo seu trabalho com moradores de rua e por seu ativismo pelas causas LGTBQ protestando na rua, pregando e escrevendo. Megan também já esteve na série de televisão “Queer Eye” e nos perfis das revistas Time e Cosmopolitan.

Criado na Dakota do Sul, Rohrer nasceu mulher, mas enquanto fazia o seminário luterano progressista em Berkeley em 2006, começou a se identificar como transgênero.

Fonte: Guia-me com informações de Christian Headlines