Um texto explica porque a prática é considerada crime no Brasil e como os divulgadores estão sendo enganados.

A Igreja Universal do Reino de Deus utilizou seu site oficial, Arca Universal, para divulgar uma nota sobre a empresa Telexfree. A igreja afirmou que não orienta e nem apoia que seus fiéis participem de negócios em esquema de pirâmide e outras empresas que oferecem dinheiro fácil.

[img align=left width=300]http://1-ps.googleusercontent.com/h/noticias.gospelprime.com.br/files/2013/06/xTelexfree-320×185.jpg,qa0e56d.pagespeed.ic.EzDnMYeC9_.webp[/img]O texto fala sobre o funcionamento da Telexfree, que trabalha ofertando serviços de VoIP, um sistema novo de telefonia, mas oferecendo pacotes de contas para divulgadores que compram e revendem esses pacotes para outras pessoas tornando uma rede.

A IURD avisa aos seus fiéis que a prática de pirâmide financeira é crime no Brasil e revela que a Telexfree já está sendo investigada em sete estados brasileiros.

A quantidade de reclamações de pessoas que investiram dinheiro e viram seus créditos (que são trocados por dinheiro) sumirem é grande, tão grande que a Justiça do Acre proibiu as ações da empresa não só no estado como em todo o país.

“Os divulgadores que investiram no negócio não estão podendo receber seus pagamentos e podem sofrer com a perda de tudo o que investiram”, alerta a nota que foi escrita com base em reportagens que relatam processos contra a empresa.

Como a prática gera dúvidas quanto a sua legalidade, a Igreja Universal orienta seus fiéis para que não participem delas.

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]