Depois de divulgar a intenção de cessar a compra de horários na Record, por intermédio do diretor comercial Walter Zagari, a Igreja Universal já adianta que não ficará com menos tempo na TV.

Segundo a coluna Canal 1, os bispos deverão focalizar seus esforços sondando outras emissoras de TV para readquirir parte das quase 160 horas que deixarão de ser transmitidas pela Record até a metade de 2010.

Cogita-se que a Universal despeje algo em torno de R$ 300 milhões para ter a posse das madrugadas da emissora paulista e uma outra grande quantia para a compra de horários em canais menores, como a RedeTV!, o que colocaria o grupo religioso como a terceira maior anunciante da televisão segundo pesquisa feita pela imprensa em 2006.

Fonte: Na Telinha