O interior da igreja San Gabriel foi danificado após um incêndio na Califórnia. (Foto: AP/Marcio Jose Sanchez)

Várias igrejas e monumentos religiosos foram vandalizados nos Estados Unidos no último fim de semana. A polícia investiga se estes incidentes são ligados aos recentes protestos raciais contra estátuas e monumentos.

Após a morte de George Floyd, manifestantes do Black Lives Matter pediram a derrubada de estátuas e monumentos. O ativista Shaun King  chegou a pedir  que todas as imagens que retratam Jesus como um “europeu branco” fossem demolidas, porque serem formas de “supremacia branca” e “propaganda racista”.

Na Flórida, um homem entrou com seu carro na Igreja Católica Queen of Peace, enquanto fiéis se preparavam para a missa no sábado (11) de manhã. Ele derramou gasolina e incendiou o prédio antes de fugir.

Steven Anthony Shields, 24 anos, foi preso e acusado de tentativa de assassinato, incêndio criminoso, roubo e fuga. Ele disse aos investigadores que sua ação foi “impressionante” e que ele estava em uma “missão”, de acordo com uma declaração obtida pelo jornal Star-Banner.

Shields disse ainda que tem problemas com a Igreja Católica e alegou ter sido diagnosticado com esquizofrenia, mas não está tomando seu medicamento.

Também no sábado, uma igreja católica de 249 anos em Los Angeles foi tomada por chamas. A igreja de San Gabriel, que estava passando por reformas para o seu 250º aniversário, pegou fogo em torno das 4 da manhã, queimando o telhado e o interior do prédio. 

A causa do incêndio está sob investigação. Mas a recente destruição de monumentos a Junipero Serra, o fundador do sistema missionário da Califórnia — que os ativistas veem como um símbolo de opressão — será um fator na investigação, disse o capitão Antonio Negrete, do Corpo de Bombeiros de San Gabriel, à Fox 11.

Outro incêndio em uma igreja em San Diego no domingo de manhã está sendo investigado pela polícia, que considera a causa “suspeita”. A Calvary Baptist é uma igreja historicamente negra, embora seu site diga que a congregação se tornou uma “comunidade de fé multicultural” nos últimos anos.

Na noite de sábado, uma estátua da Virgem Maria foi incendiada diante da Paróquia St. Peter em Boston. “Fiquei chocado”, disse o padre John Currie à imprensa local.

O presidente dos EUA, Donald Trump, se opôs firmemente a derrubada de monumentos e símbolos no país, assinando uma ordem executiva para protegê-los e punir os infratores com pena de prisão.

Fonte: Guia-me com informações de Fox News