Uma mulher usa uma máscara protetora ao passar por uma igreja em 8 de fevereiro de 2020, em Wuhan, província de Hubei, China.
Uma mulher usa uma máscara protetora ao passar por uma igreja em 8 de fevereiro de 2020, em Wuhan, província de Hubei, China.

O coronavírus provocou um frenesi assustador de medo. No entanto, fontes dizem que, juntamente com doações médicas, os cidadãos chineses estão doando suprimentos para Wuhan, incluindo compartilhamento do evangelho.

Com a quarentena avançada, as pessoas não conseguem se reunir fisicamente, pois todos os serviços em igrejas registradas e grandes reuniões de grupos em todo o país foram suspensos desde o final de janeiro, levando aos mesmos sintomas de estar em isolamento: solidão e psicose. Apesar da incapacidade de se reunir fisicamente, as “comunidades virtuais” vão além dos muros.

Muitas igrejas recorrem a plataformas online para pastorear seus congregantes. Pastores e sacerdotes têm sido criativos na prestação de serviços litúrgicos e assistência pastoral. Embora o ministério on-line não substitua a reunião da comunidade como um corpo de Cristo, levar a Ceia do Senhor on-line juntos os lembra de ter fé. É isso que os separa de outros chineses isolados, eles não estão realmente sozinhos.

O pastor R, de Wenzhou, disse ao China Christian Daily que sua igreja incentivava os crentes a levar suas famílias a adorar e orar em casa, pois havia guiado sua congregação a estabelecer altares de adoração em família.

O pastor R disse: “Em tempos comuns, realizamos cultos presenciais. É uma nova experiência de pastoreio para a igreja explorar a transmissão de vídeo ao vivo durante essas circunstâncias especiais.”

Ele acrescentou que a igreja agora realiza três reuniões on-line em uma semana: um culto de domingo, um estudo bíblico e uma comunhão. Uma grande porcentagem de seus membros experimenta a transformação da família por meio do culto online, pelo qual são gratos.

O Partido Comunista Chinês está se concentrando em conter o coronavírus e evitar intensificar a perseguição religiosa. Isso está apresentando uma oportunidade única para os cristãos mostrarem a outros chineses a esperança que eles têm em Jesus.

Os pastores estão cuidando da congregação de um novo método, que poderia combater o fechamento da igreja por causa da renovação da vida religiosa com “salas de oração online”, “transmissão ao vivo”, etc. As igrejas online estão crescendo em meio à quarentena de coronavírus, e abrindo novas maneiras de pregar o Evangelho.

Folha Gospel com informações de International Christian Concern